Enfim chegamos a ultima parte da nossa série sobre os sistemas turbo. Você já viu o funcionamento básico da turbina, que aproveita os gases de escape para soprar mais ar dentro do motor e viu também os principais tipos de turbinas, mono-fluxo e pulsativa, e suas variações, roletada e de geometria variável. Agora vamos entender a função das principais peças acessório do sistema.

Existem basicamente duas válvulas que servem pra regular a pressão do sistema de sobre-alimentação, a válvula de alívio e a válvula de prioridade. A válvula de alívio fica localizada no coletor de escape e serve para regular o fluxo de gases que passam pela turbina evitando que essa gire rápido de mais e envie um excesso de ar para o motor, o que pode resultar em estouro das mangueiras ou até mesmo a quebra do motor. O que ela faz é monitorar a pressão dos gases de escape, quando essa pressão atinge o máximo regulado pelo sistema ela se abre e permite que parte dos gases sejam desviados direto para o escapamento (sem passar pela turbina) evitando que essa gire de mais (por isso o nome Válvula de alívio”).

É através dessa válvula que o recurso Booster se baseia. Através de uma solenóide ativado pelo motorista, a válvula de alívio pode assumir outra pressão máxima e assim permitir que a turbina gire mais do que o regulado anteriormente, proporcionando assim uma potência maior para o motor durante esse período. Lembrando: o Booster altera o limite máximo de pressão da turbina, ou seja, enquanto ele estiver ativado o fluxo de gases será maior e a pressão será maior, por isso só o utilize se realmente for necessário pois seu uso excessivo reduz a vida útil do motor.

A válvula de prioridade por sua vez, fica localizada no coletor de admissão ou nas mangueiras de admissão do turbo. Quando a borboleta de admissão (do carburador ou da TBI) se fecha, ou seja, quando o motorista tira o pé do acelerador, a pressão do ar dentro do sistema aumenta, afinal a turbina ainda está girando. Esse aumento da pressão se dá nos dois sentidos, ou seja, tanto no sentido dos cilindros quanto no sentido da turbina (direita e esquerda), com isso a turbina desacelera, igual quando metemos o dedo no ventilador e ele diminui de velocidade, sendo assim, quando voltarmos a acelerar teremos que esperar a turbina encher novamente. Exatamente pra evitar esse processo que funciona a válvula de prioridade, quando ela detecta esse aumento de pressão ela se abre, permitindo que parte desse ar escape para a atmosfera, é esse processo que causa o tão famoso espirro dos carros turbo.

“Ué? mas quem causa o espirro não é a válvula de alívio?” Bem meu amigo, é aí que você percebe que sempre foi enganado rsrsrs, na verdade isso é apenas uma confusão de nomes, o espirro vem da válvula de prioridade e não da válvula de alívio. Reduzindo a pressão do sistema, a válvula de prioridade também evita a quebra do sistema devido ao excesso de pressão de ar. Detalhe, em carros turbo originais de fábrica geralmente não se ouve esse espirro pois ao invés desse ar ser direcionado pra atmosfera ele é redirecionado pra dentro do filtro ou para próximo da turbina, o que abafa o som.

Outra peça acessório do sistema turbo é o Intercooler, que nada mais é do que um radiador de ar, ou seja, ele serve para resfriar o ar que vem da turbina e entra nas câmaras de combustão. Quando o ar passa pela turbina ele esquenta devido ao movimento rápido de rotação e claro, pelo fato da turbina estar diretamente ligada aos gases de escape. Pura físico-química, o ar quente se dilata, ou seja, as moléculas de ar se distanciam uma das outras. Trazendo isso pra nossa realidade, pelo mesmo tubo passa menos ar do que passaria se ele estivesse frio. É isso que o Intercooler faz, ele resfria esse ar, dessa forma o ar se contrai e assim ocupa menos espaço, ou seja, pelo mesmo tubo passam bem mais moléculas de ar do que se este estivesse quente, logo mais ar entra no motor gerando mais potência. O ar frio também ajuda a resfriar as cabeças dos pistões, aumentando assim sua vida útil.

A tabela abaixo serve pra vocês terem uma idéia das diferenças de potência em um kit turbo básico de um motor AP 1.8:

ASPIRADO TURBO C/ 0,5KG/CM² TURBO C/ INTERCOOLER BOOSTER ATIVADO
Potência Máxima 97cv 147cv 152cv 186cv
Torque Máximo 12,3kgfm 22,5kgfm 23,3kgfm 28,4kgfm

Pessoal, aqui acaba nossa série sobre os sistemas turbo. Espero ter ajudado, lancem suas dúvidas aqui embaixo ou sugestões, críticas, elogios, número da conta com senha, enfim… Agora é com vocês.