Nome: Ricardo Nava
Idade: 03/07/76
Apelido: Boquito
Cidade Natal:
São Luís – MA
Profissão:
Preparador
Hobbies:
Assistir Pica-Pau.

 1. De onde veio o interesse para trabalhar com carros de alta performance?
Desde pequeno, sempre fui envolvido com automobilismo.

2. Com quem ou como você aprendeu a trabalhar com esses carros?
Aprendi sozinho, estudando e com a ajuda de alguns amigos.

3. Onde começou a sua empreitada como preparador?
Em uma oficina no comercial pinho, no São Cristóvão no ano de 2002.

4. Quanto tempo você trabalha com esses carros?
 Fazem 8 anos, montando um Santana de Pesão e um Gol de Ronaldo

5. Ao longo do tempo pensou em mudar ou desistir dessa carreira?
 Não, nunca pensei em mudar mais já tive negócios paralelos.

6. Qual o projeto você considera até hoje o mais trabalhoso de ter sido concluído?
A Saveiro quadrada Turbo-B de Pesão.

7. Você tem ou já teve algum carro de arrancada? Como foi a experiência?
Já um Escort 1.8, corria na Desafio em Goiânia.

8. Qual a sua lembrança sobre a época em que os “Rachas” eram praticados em locais impróprios? Tem algum fato importante que possa dividir conosco?
Ótimas, tirando o fato de ser proibido, tiveram várias, lembro de dois omegas correndo, no final da curva da litorânea um dos omegas capotou e acabou voltando ao estado inicial, sem muitos danos, outro fato importante foi o filho do padre que foi dar um cavalo de pau em um Tempra e rodou na frente de carioca que andava de moto e acabou destruindo a moto de Carioca. Fora o fato de eu ser abordado pela policia, simplesmente por que parei atrás de dois carros que iam arrancar.

9. Você acha que a pista IlhaRace, beneficiou para o fim total das corridas ilegais?
 90%, os 10% restantes não largam as ruas, tem pessoas que ainda não largaram a sua vontade de correr na ilegalidade.

10. Conte uma experiência engraçada já vivenciada por você ou por pilotos da sua equipe.
Uma vez o carro pegou fogo dentro da oficina, e todo mundo que estava dentro começou a correr sem saber o que fazer, enquanto o carro pegava fogo, teve gente que correu com dedo no ouvido procurando pelo extintor.

11. O que você espera para o futuro da arrancada maranhense?
Eu espero que melhore muito ainda, que cada vez tenham mais adeptos ao esporte, para que a arrancada cresça cada vez mais.

12. Você pretende passar os seus conhecimentos para alguém e dar continuidade a sua oficina de preparação?
Lógico, o difícil é achar quem tem interesse em ser preparador.

 13. Que conselho você daria pra quem está pretendendo entrar no mundo da velocidade?
 Procurar pessoas capacitadas, que já estão mais instruídas para poder entrar no mundo do automobilismo.

14. Qual carro antigo que te fascina até hoje? Porque?
 Omega, por que é um dos carros que eu me sinto bem ao dirigir.15. E um carro novo?Kia Mohave

16. Só para encerrar, você gostaria de deixar algum recado para os leitores do 200milhas?
Que continue a nigrinhagem com bastante força no mural, que isso que faz a arrancada crescer, porque se todo mundo fosse amigo de todo mundo não existiria a rivalidade na pista.