Nome: Pedro Vasconcelos Sousa Junior

Idade: 28

Apelido: Peu-Vasconcelos

Cidade Natal: São Luís – MA

Profissão: Empresário

Hobbies: Fazer manobras, drift e arrancada, mas tudo o que tem diversão estou dentro.

01. Como e de onde surgiu a idéia de realizar apresentações com manobras radicais?

Já dirijo desde os meus 10 anos de idade e sempre fui apaixonado por velocidade e manobras de carros e motos.

02. Quantas pessoas fazem parte da sua equipe?

4 loucos e mais outros 4 em treinamento, pra ficarem loucos pelo esporte.

03. Para chegar à atual performance, você se especializou em algum curso?

Só treinando, assistindo vídeos e se aprimorando cada vez mais.

04. Quantas e Quais são as manobras que realiza nas apresentações?

Só eu e outro integrante do grupo de pilotos, que rodamos na força do motor, sem puxar freio de mão. Aí fazemos 720 ou até mesmo 1080 graus. E pra animar mais ainda o publico os zerinhos.

05. Essas manobras oferecem algum risco para vocês e para o público?

Não. Porque nós estamos com equipamentos de segurança no carro, e a pista também nos oferece total segurança, tanto para nós quanto para o público.

06. Os carros para praticar essas manobras precisam ser diferenciados?

Com certeza, precisa mudar muitas coisas.

07. Todos os modelos de carros podem ser utilizados ou só alguns modelos e marcas?

Só alguns e de preferência o com tração traseira.

08. Qual a manobra que o público mais gosta e que você não pode deixar de realizar nas apresentações?

O famoso 720º em alta velocidade. O público fica satisfeito e adrenalina vai à 1000.

09. Na sua opinião, qual é a mais difícil de realizar?

Não existe essa palavra para nós. A gente faz o impossível e cada vez mais fazendo o melhor. Vêm novidades aí, aguardem!

10. O que as apresentações significam para vocês?

São 3,4,5 ou 6 minutos de alegria, adrenalina e ansiedade, que vc não tira em nenhum momento de sua vida, é muita adrenalina.

11. Qual a sua lembrança sobre a época em que os “Rachas” eram praticados em locais impróprios? Tem algum fato importante que possa dividir conosco?

Era bom por uma parte mais perigosa por outra.

12. Você acha que a pista Ilha Race, beneficiou para o fim total das corridas ilegais?

Com certeza a pista acabou com os rachas de rua e trouxe mais alegria para nós nos Open Day’s, Campeonatos, Speed Night’s…

13. Conte uma experiência engraçada já vivenciada por você ou por pilotos da sua equipe.

Um amigo nosso toda vez no evento ele bebia escondido, ai uma vez agarramos ele foi muito engraçado (risos).

14. Qual o carro antigo que te fascina até hoje? Porque?

Hot Rods. Meu pai tinha um, e se ainda tivesse, iria refazê-lo inteiro.

15. E um carro novo?

Lamborghini Diablo.

16. Só para encerrar, você gostaria de deixar algum recado para os leitores do 200milhas?

Queria agradecer a presença de todos que vão à pista nos prestigiar e eles sabem que quando nós entramos na pista, o público se transforma, pois quem dá alegria pra eles somos nós, by Manobras Radicais (risos): Eu, Ed Fumê, Alemão, Eanes de Brasília, Tiago Estrela, Lúcio, Leo da Kombi e Jayron.

Agradeço também a galera do 200milhas, que vêm crescendo cada vez mais e levando nosso esporte para a mídia.