Nome: Jayron Melo
Idade: 09/06/82
Apelido:
C cidilha
Cidade Natal:
Zé Doca – MA
Profissão:
Contador
Hobbies:
Manobras, Carros…

01. Como e de onde surgiu a idéia de realizar apresentações com manobras radicais?

Sempre gostei de manobras radicais, mas a idéia de fazer apresentações surgiu depois que turbinei meu Chevette. Iniciei nas categorias de base da arrancada e por influências dos outros pilotos de manobras já conhecidos, Thiago Estrela, Ed Fumê e outros, comecei a treinar e agora faço parte do grupo.

02. Quantas pessoas fazem parte da sua equipe?

Cinco pessoas

03. Para chegar à atual performance, você se especializou em algum curso?

O melhor curso é a prática. Treino bastante, assisto muitos vídeos de manobras, e principalmente troco idéias com os pilotos mais experientes.

04. Quantas e Quais são as manobras que realiza nas apresentações?

Cinco. Manobras de torque, utilizando a força do motor; Cone humano, onde faço zerinhos ao redor de uma pessoa parada; 360 invertido, na velocidade; 720º também na velocidade e a mais atual manobra do piloto fantasma, onde desço do carro em movimento, deixo ele fazendo zerinho a 3500 rpm e retorno ainda em movimento.

05. Essas manobras oferecem algum risco para vocês e para o público?

Nós prezamos bastante a questão da segurança, temos carros equipados com gaiola de proteção, banco concha, cinto de 4 pontos, usamos capacete, além da estrutura que a pista Ilha Race nos oferece, como ambulância e carros de apoio e, para o público, as muretas de proteção e fiscais para que não permitam a proximidade com os carros de manobras.

06. Os carros para praticar essas manobras precisam ser diferenciados?

Sim, principalmente os itens de segurança. Além disso trabalhamos motor para aumentar a potência, sistema de freios, suspensão, até a calibragem dos pneus.

07. Todos os modelos de carros podem ser utilizados ou só alguns modelos e marcas?

Preferencialmente carros com tração traseira, chevettes, ômegas, opalas, BMW…

08. Qual a manobra que o público mais gosta e que você não pode deixar de realizar nas apresentações?

Normalmente pedem pra eu executar o 360º invertido e piloto fantasma, porque são manobras que nem todos fazem. Piloto fantasma, por exemplo, até agora nem um outro executou aqui, mas vamos colocar em outros carros.

09. Na sua opinião, qual é a mais difícil de realizar?

720º na velocidade, estou treinando há algum tempo, mas exige muita coragem e perícia porque é uma manobra q necessita de aproximadamente 140 km/h pra executar, dependendo do carro. Essa agradeço ao piloto Ed Fumê, que é especialista e executa a aproximadamente 180 km/h.

10. O que as apresentações significam para vocês?

Além da adrenalina, o prazer de fazer aquilo que gostamos e ainda sermos reconhecidos. Manobras sem publico não tem graça.

11. Qual a sua lembrança sobre a época em que os “Rachas” eram praticados em locais impróprios? Tem algum fato importante que possa dividir conosco?

Nunca pratiquei rachas, iniciei as manobras depois do surgimento da pista Ilha Race. Já freqüentei, mas nunca apoiei. E as lembranças que sobram disso, são acidentes, alguns fatais, batidas policiais, trazendo prejuízos morais e materiais.

12. Você acha que a pista IlhaRace, beneficiou para o fim total das corridas ilegais?

Não digo fim total, porque ainda existem pessoas que gostam de correr em ruas, algumas porque tem medo de enfrentar o publico, outras porque não querem se adequar as regras da pista ou dos eventos. Mas creio que tenha reduzido em pelo menos 70% o índice de acidentes por rachas desde o surgimento da pista. E aproveito a oportunidade para convidar as pessoas que ainda praticam nas ruas para virem treinar aqui com agente. Tenham certeza que serão bem recebidos.

13. Conte uma experiência engraçada já vivenciada por você ou por pilotos da sua equipe.

Comigo, na etapa final do campeonato de arrancadas 2010, quando desci do carro na manobra do piloto fantasma, arquibancada lotada e eu consegui ouvir as pessoas gritando um apelido dado por piloto “Ç”. E outro momento engraçado foi ver o piloto Thiago Estrela bater a frente e a traseira do seu Omega no mesmo treino.

14. Qual o carro antigo que te fascina até hoje? Porque?

Chevette, uma paixão de infância. Foi meu primeiro carro uma tubarão 77 aos 15 anos.

15. E um carro novo?

Engraçado, sonhei há alguns dias brigando com a minha esposa porque a GM tinha relançado o Chevette e eu queria vender nossos carros para comprar um Chevette novo. Enquanto a GM não o faz, me conformaria com um Camaro.

16. Só para encerrar, você gostaria de deixar algum recado para os leitores do 200milhas?

Gostaria de dizer que me sinto orgulhoso pelo que eu faço, porque não é fácil, exige coragem, determinação, investimento e tempo. Queria também agradecer o apoio da minha família, minha esposa Kelma, meu irmão Jardel Melo que em breve estará estreando nas manobras, aos meus primos Radson e Aryelson, ao site 200milhas que ta sempre com a gente, aos pilotos e preparadores de manobras que me acolheram e principalmente ao publico, porque sem ele não tem evento. Valeu!

Confira o video com as manobras e fotos de Jayron Melo